1001/205 – Syd Barret

Syd Barret – The Madcap Laughs (1970)

Uma das melhores e mais interessantes coisas de todos os tempos

No que exatamente se baseia a lenda de Barret? Para começar, ele era o artífice do sensacional álbum de estreia do Pink Ployd, Th Piper At The Gates Of Dawn. E tal qual o livro de Kenneth Graham que originou o título do disco, Barret incutiu em seu trabalho um paganismo inglês extravagante e, digamos, cósmico. Há ainda a fama  de pintor recluso e  a história de doença mental misturada com o uso cavalar de LSD. E, depois de sua saída do Floyd, a carreira foi breve e errática.