faz de conta

Um tanto de coisas, de uma vida toda, foi embora. Na verdade não foi ainda, é estranho, as coisas aqui, ali, em toda parte, numa coreografia desordenada, deixando de existir, sem pressa. Era concreto, estava ali, mas não era de verdade. Adoro essa expressão – de verdade. Quando criança as coisas podiam ser de verdade ou de mentira e a perspectiva, a capacidade de relativizar, viriam apenas com os anos. Agora os anos todos não dão conta de relativizar, de tornar de alguma forma verdadeiras essas coisas todas a que me referi no início e que hoje estão indo embora. Se não verdadeiras, foram reais, chegaram mesmo a existir? Afinal, quem fui eu nessa história toda que nem era a minha? Desculpa, eu não percebi, não enxerguei nas entrelinhas, acostumada que estou a dizer sem meandros, beirando a grosseria até. É curioso pra mim a perplexidade que a minha perplexidade causa. Pasmem, eu não havia entendido mesmo. Acreditei uma, duas, dez, todas as vezes. Não cabia dúvida nessa minha fé cega e burra. Cada história recontada deixa um buraco naquela história que não é mais. Versões e versões e versões, em prosa e verso e gestos e pedidos de perdão já sem cor. Tivesse enxergado as contradições, tropeços, incoerências desse enredo torto, teria uma história pra contar. Não, essa eu não conto mais, não agora, não ainda. Queria outra e outra não há. Não acredito mais e essa é a maior perda. Depois de um roubo passei a fechar os vidros do carro e dirigir ficou muito pior. Ter a casa invadida me apresentou cadeados, trincos e trancas e um mundo todo através de insuficientes frestas. Não consigo mais crer deliberadamente e isso não adveio de uma escolha. Mas não faz mal, a janela está aberta, quase escancarada, agora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s