festival sesc melhores filmes 2010 – programação

Anticristo (Antichrist) –  Dia(s) 08/04, 17/04, 29/04 Quinta, às 19h; Sábado, às 19h e Quinta, às 17h. Lars Von Trier, Dinamarca, Alemanha, França, 2009, 108 min. Elenco: Charlotte Gainsbourg, Willian Dafoe. Um casal perde o filho ainda criança em um trágico acidente. Transtornada, a mulher (Charlotte Gainsbourg) é levada a um hospital, mas seu marido terapeuta (William Dafoe) decide levá-la de volta para casa e cuidar ele mesmo de seu tratamento. Para confrontar seus medos, eles viajam para uma cabana isolada nas montanhas, um lugar que eles chamam de Éden, onde algo misterioso aconteceu no último verão. Aos poucos, a mulher se deixa levar por forças malignas da natureza e revela seu lado mais cruel. Concebido durante uma crise de depressão, Anticristo é o filme mais pessoal do dinamarquês Lars Von Trier, nas palavras do próprio diretor. É resultado de sonhos e medos que o cineasta tem desde a infância, e constrói-se sobre a intrigante ideia de que a natureza pode ser fonte do mal (“a igreja de Satã”), e não do bem e do equilíbrio, como nos acostumamos a pensar em nossa cultura. Aberto com um prólogo que está entre as sequências mais belas e pungentes já filmadas pelo diretor, Anticristo provocou uma forte polêmica ao ser exibido no Festival de Cannes. Alguns jornalistas o acusaram de misoginia, sensacionalismo e violência gratuita. Mas a força de suas imagens que se fixam na memória e a coerência do roteiro de ressonâncias bíblicas e atemporais (o homem e a mulher no paraíso que se transforma em inferno) garante o lugar do filme entre os melhores do ano. Palma de melhor atriz para Charlotte Gainsbourg no Festival de Cannes.

Bastardos Inglórios (Inglourious Basterds)Dia(s) 08/04, 17/04, 26/04 Quinta, às 14h; Sábado, às 21h30 e segunda, às 14h. Quentin Tarantino, EUA, 2009, 153 min. Elenco: Brad Pitt, Christoph Waltz, Mélanie Laurent. Em plena Segunda Guerra, na França ocupada pelos nazistas, Shosanna Dreyfus (Mélanie Laurent), uma menina judia, testemunha o massacre de sua família pelas mãos do sarcástico e implacável coronel Hans Landa (Christoph Waltz). Muitos anos depois, ela planeja sua vingança quando um herói de guerra alemão, Fredrick Zoller (Daniel Bruhl) se interessa por ela e planeja fazer a pré-estreia de um filme alemão no cinema que ela administra. Com a expectativa de reunir os principais oficiais do Exército alemão, incluindo o próprio Hitler, o evento chama a atenção dos Bastardos Inglórios, um grupo de soldados judeus americanos que espalham o terror pelo Terceiro Reich escalpelando e matando nazistas, liderado pelo tenente Aldo Raine (Brad Pitt). Os caminhos de todos vão se cruzar nessa noite que mudará para sempre os rumos da História. Conhecido por grandes filmes como Cães de Aluguel e Pulp Fiction, Tarantino faz pela primeira vez um filme de época, tocando em temas delicados como o massacre judeu na Segunda Guerra, sem pruridos éticos e com seu habitual talento para dilatar as emoções do espectador, fazendo de quebra uma grande homenagem ao cinema, com referências que vão de Rastros de Ódio, de John Ford, a O Poderoso Chefão, de Coppola. Palma de melhor ator no Festival de Cannes e Oscar de ator coadjuvante para Christoph Waltz, além de outras sete indicações no prêmio da Academia, incluindo melhor filme, roteiro e diretor.

É proibido fumar (É proibido fumar) – Dia(s) 08/04, 17/04, 23/04 Quinta, às 17h; Sábado, às 17h e sexta, às 21h30 Anna Muylaert, Brasil, 86 min,2009 Elenco: Glória Pires, Paulo Miklos, Alessandra Colassanti, Marisa Orth. Com quase 40 anos, Baby (Glória Pires) vive só no apartamento que herdou da mãe em São Paulo, dando aulas de violão para alunos desinteressados, disputando cacarecos de família com as irmãs e fumando um cigarro atrás do outro. Quando Max (Paulo Miklos), músico frustrado que vive de tocar samba em uma churrascaria, se muda para o apartamento vizinho, ela lembra que a vida pode ser mais interessante. Por amor, enfrentará uma luta desesperada contra o cigarro, sem imaginar que um acidente pode ameaçar sua felicidade. Segundo longa-metragem da diretora Anna Muylaert (de Durval Discos), o filme faz um retrato cômico e mordaz da classe média paulistana e da solidão na meia-idade, embalado por uma trilha que mescla Villa-Lobos a faixas desconhecidas de pop e samba dos anos 60 e 70, de artistas como Jorge Benjor e Bola Sete. Entre as inúmeras participações especiais, Marisa Orth, Paulo Cesar Pereio, Antônio Abujamra, Marcelo Mansfield, Lourenço Mutarelli e a roqueira Pitty. É Proibido Fumar foi o grande vencedor do Festival de Brasília em 2009, com nove prêmios: melhor filme, ator (Miklos), atriz (Glória Pires), atriz coadjuvante (Daniela Nefussi), roteiro, montagem, trilha sonora, direção de arte e o prêmio da crítica. Ganhou ainda os troféus APCA, da Associação Paulista dos Críticos de Arte, de melhor diretora e atriz.

Se nada mais der certo (Se nada mais der certo)Dia(s) 08/04, 16/04, 21/04 Quinta, às 21h30; Sexta, às 14h e e quarta, às 21h30. José Eduardo Belmonte, Brasil, 2008, 120 min. Elenco: Cauã Reymond, Caroline Abras, Luiza Mariani, João Miguel, Leandra Leal. Uma turma de amigos de classe média em São Paulo se vê sem perspectivas de futuro. Léo (Cauã Reymond) é um jornalista frustrado que vive de bicos para sobreviver. Ângela (Luiza Mariani), que divide o apartamento com ele, é uma moça depressiva que deixa o filho de seis anos aos cuidados da empregada e sai à noite atrás de diversão e emoções violentas. Marcin (Caroline Abras) é uma menina de visual andrógino que frequenta as “bocas” da cidade. E Wilson (João Miguel), um homem com distúrbios mentais, é um taxista que está prestes a perder seu táxi por não conseguir pagá-lo. Léo, Marcin e Wilson se unem para realizar um pequeno golpe que acaba sendo bem-sucedido, e surge um forte afeto entre eles. A partir daí, outras oportunidades aparecem e, quase sem perceber, Léo se envolve numa vida criminosa. Juntos, os amigos afundam-se numa derrocada emocional que afeta suas identidades de forma drástica. Com produção independente e direção de José Eduardo Belmonte (de A Concepção e Meu Mundo em Perigo), Se Nada Mais Der Certo venceu os prêmios de melhor filme, roteiro e atriz (Caroline Abras) no Festival do Rio.

A festa da menina morta (A festa da menina morta)Dia(s) 09/04, 15/04, 25/04 Sexta, às 21h30; Quinta, às 21h30 e domingo, às 19h. Matheus Nachtergaele, Brasil, 2008, 115 min. Elenco: Daniel de Oliveira, Jackson Antunes, Dira Paes, Cássia Kiss. Há 20 anos, uma comunidade do interior do Amazônia vive em função da figura de Santinho (Daniel de Oliveira). Quando ele era menino, teria recebido em suas mãos, da boca de um cachorro, os trapos do vestido de uma menina morta. Desde então, ele é considerado o eleito, pois todos acreditam que a morta fala através dele. Santinho exerce uma forte influência sobre toda a população local, liderando uma espécie de religião alternativa. Desde o suicídio da mãe (Cássia Kiss), ele ocupa o centro das atenções também dentro de casa. Mimado pelas tias e a irmã, exige que todas cantem para ele, descontrolando-se quando elas desafinam. Santinho também procura ocupar o lugar da mãe junto ao pai (Jackson Antunes), que passa os dias bebendo, sem fazer nada e cercado de mulheres. Todos ao redor de Santinho acreditam que ele tenha o poder de curar e realizar milagres. Diana (Dira Paes), que tem um filho deficiente, é uma das que costumam recorrer às suas bênçãos. Irmão da menina morta, Tadeu (Juliano Cazarré) começa a questionar os festejos depois que Santinho e o pai aceitam o patrocínio de uma marca de cerveja. Para Tadeu, o caráter sagrado da cerimônia está sendo profanado. A Festa da Menina Morta foi o filme de abertura do Festival SESC Melhores Filmes 2009. Foi selecionado para a Mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes, venceu seis prêmios no Festival de Gramado (prêmio especial do júri, melhor ator, fotografia, música, prêmio da crítica e do júri popular) e dois prêmios no Festival do Rio (melhor diretor e ator).

Abraços partidos (Los abrazos rotos)Dia(s) 09/04, 21/04, 25/04 Sexta, às 14h; Quarta, às 19h e domingo, às 14h. Pedro Almodóvar, Espanha, 2009, 127 min. Elenco: penelope Cruz, Lluís Homar, Branca Portillo, José Luis Gómez, Angela Molina. Um homem (Lluís Homar) escreve, vive e ama na escuridão. Catorze anos antes, ele sofreu um acidente de carro brutal na ilha de Lanzarote, no qual perdeu não apenas a visão, mas também Lena (Penélope Cruz), a mulher de sua vida. No presente, esse homem usa o pseudônimo Harry Caine, com o qual assina roteiros, reportagens e teses literárias. Antes do acidente, ele costumava usar seu nome verdadeiro, Mateo Blanco, para assinar os filmes que dirigia. Como já não pode mais atuar como cineasta, ele vive com a ideia de que Mateo morreu em Lanzarote com sua amada Lena. Uma noite, Diego (Tamar Novas), filho de sua amiga e produtora, sofre um acidente. De cama, ele pede a Harry que conte sobre seu passado. Harry revela então a história de amor que viveu com Lena, tornando-se amante daquela que era a mulher do empresário que financiava seus filmes à época. Uma história de amour fou dominada por ciúmes, abuso de poder, traição, culpa e destino. Uma história cuja imagem mais expressiva é a foto de dois amantes abraçados, rasgada em mil pedaços. Desenvolvendo mais uma vez suas principais obsessões (o desejo, a memória afetiva, o cinema), Pedro Almodóvar dá a Penélope Cruz um de seus papéis mais complexos, ao mesmo tempo frágil e sedutor, e cujo visual camaleônico remete a grandes ícones femininos do cinema, como Marilyn Monroe e Anna Magnani. Prêmio do público na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Simonal – Ninguém sabe o duro que dei (Simonal – Ningém sabe o duro que dei)Dia(s) 09/04, 28/04 Sexta, às 17h e quarta, às 17h. Cláudio Manoel, Micael Langer, Calvito Leal, Brasil, 86 min, 2009. Elenco: Chico Anysio, Sérgio Cabral, Barbara Heliodora, Max de Castro e Simoninha. A trajetória de Wilson Simonal (1938-2000), ex-cabo do Exército que se tornou cantor de grande sucesso nos anos 60. Lançado por Carlos Imperial, Simonal vendeu milhões de discos e lotou estádios em seus shows até ser condenado ao ostracismo devido à acusação de que era informante da ditadura militar – acusação que ele negou até a morte. O filme traz depoimentos de colegas do meio artístico, dos filhos Max de Castro Castro e Simoninha e da segunda mulher, Sandra Cerqueira, segundo a qual Simonal repetia: “Eu não existo na história da música brasileira”.

Valsa com Bashir (Waltz with Bashir)Dia(s) 09/04, 24/04, 28/04 Sexta, às 19h; Sábado, às 14 h e quarta, às 14h. Ari Folman, Israel, França, Alemanha, 2009, 90 min. Uma noite, em um bar, um velho amigo conta ao diretor Ari Folman sobre um pesadelo recorrente no qual ele é perseguido por 26 cães ferozes. Os dois concluem que o pesadelo tem a ver com a missão do exército israelense da qual ambos participaram, na primeira Guerra do Líbano, nos anos 1980. Ari fica surpreso, pois não se lembra de mais nada deste período de sua vida. Intrigado com a questão, ele decide reunir e entrevistar velhos amigos para descobrir a verdade sobre aquele tempo e sobre si mesmo. Conforme Ari aprofunda-se no mistério, sua memória começa a divagar através de imagens surrealistas. Vencedor do Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro.

Cidadão Boilesen (Cidadão Boilesen)Dia(s) 10/04, 19/04 Sábado e segunda, às 17h. Chaim Litewski, Brasil, 2009, 92 min. Elenco: Fernando Henrique Cardoso, Celso Amorim, Jarbas Passarinho, Erasmo Dias, Dom Paulo Evaristo Arns. O documentário foca a vida de Henning Albert Boilesen, ex-presidente da Ultragaz, assassinado pela guerrilha em São Paulo no dia 15 de abril de 1971. Dinamarquês naturalizado brasileiro, ele estava ligado à Operação Bandeirante (Oban), grupo paramilitar criado pelo Exército para combater os guerrilheiros que lutavam contra a ditadura militar brasileira. Por meio de um personagem emblemático, o filme revela a ligação política e econômica entre civis e militares no combate à luta armada durante o regime militar. O filme venceu o prêmio de melhor filme no Festival Internacional de Documentários É Tudo Verdade.

Desejo e perigo (Se, jie/ Lust, Caution)Dia(s) 10/04, 13/04 Sábado, às 21h30 e terça, às 14h. Ang Lee, China, EUA, 2007, 157 min. Elenco: Tony Leung Chiu Wai, Wei Tang, Joan Chen, Lee-Hom Wang, Chung Hua Tou. Na Xangai dos anos 40, durante a ocupação japonesa, a jovem Wang Chiah-Chih envolve-se com a Resistência. Ela precisa aproximar-se de um figurão da política local, aliado dos japoneses, e servir de isca para eliminá-lo. O desafio maior é abrir uma brecha na barreira de segurança que cerca o cauteloso empresário e atraí-lo a uma armadilha. Para tanto, ela usa de muita sedução. Mas uma inesperada reviravolta pode fazer sucumbir todo o plano. Um drama de espionagem cuja tensão é alimentada com o romance e as grandes cenas de sexo entre os protagonistas. Vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza.

Polícia, adjetivo. (Politist, adjectiv)Dia(s) 10/04, 15/04, 26/04 Sábado, às 19h; Quinta, às 19h e segunda, às 17h. Corneliu Porumboiu, Rômenia, 2009, 115 min. Elenco: Dragos Bucur, Vlad Ivanov, Irina Saulescu, Ion Stoica, Marian Ghenea. Cristi é um policial que se recusa a prender um jovem que ofereceu haxixe a dois colegas de escola. O ato de oferecer drogas é punido pela lei, mas ele acredita que a lei irá mudar e não quer ficar com peso na consciência por condenar um jovem que ele considera irresponsável. Para seus superiores, porém, a palavra “consciência” tem um significado diferente. Prêmio da crítica internacional e prêmio do júri (mostra Um Certo Olhar) no Festival de Cannes.

Up – Altas aventuras (Up) – Dia(s) 10/04, 18/04, 24/04 Sábado e domingo, às 14h e sábado, às 17h. Pete Docter, Eua , 2009, 96 min. Carl Fredricksen é um vendedor de balões que, aos 78 anos, está prestes a perder a casa em que sempre viveu com Ellie, sua esposa recém-falecida. O terreno onde a casa fica localizada interessa a um empresário, que deseja construir um prédio no local. Para evitar ser internado em um asilo, ele enche milhares de balões em sua casa, fazendo com que ela levante voo. Carl quer viajar para uma floresta na América do Sul, onde ele e Ellie sempre desejaram morar. Mas, quando começa a aventura, ele descobre que seu pior pesadelo embarcou junto: Russell, um menino escoteiro de oito anos ansioso para viver uma grande aventura. Vencedor do Oscar de melhor longa-metragem de animação e melhor trilha sonora original.

A era do gelo 3 (Ice Age: Dawn of The Dinosaurs)Dia(s) 11/04, 17/04, 25/04 Domingo, às 14h; Sábado, às 14h e domingo, às 17h. Carlos Saldanha, EUA, 2009, 94 min. Nesta sequência, Scrat continua tentando agarrar a noz fujona, e nessa aventura talvez encontre o verdadeiro amor; Manny e Ellie esperam o nascimento de seu mini-mamute; a preguiça Sid forma sua própria família adotiva sequestrando alguns ovos de dinossauro; e Diego, o tigre dentes-de-sabre, se pergunta se não está ficando “mole” demais devido à convivência com seus amigos. Em uma missão para resgatar o azarado Sid, a turma se aventura em uma nova era, onde a fauna e a flora são diferentes. Neste local, dão de cara com dinossauros, lutam contra plantas carnívoras e conhecem Buck, uma incansável doninha de um olho só caçadora de dinossauros.

Deixa ela entrar (Lat den räte komma in / Let the Right One In) – Dia(s) 11/04, 20/04, 23/04 Domingo, às 19h; Terça, às 19h e sexta, às 14h. Thomas Alfredson, Suécia, 2008, 115 min. Elenco:Kare Hedebrant, Lina Leandersson, Henrik Dahl, Karin Bergquist, Per Ragnar. Oskar, um garoto ansioso e frágil de 12 anos, é provocado por seus colegas de classe mais fortes, mas nunca se defende. O desejo do menino solitário por um amigo se concretiza quando ele conhece Eli, uma garota da mesma idade, que se muda para a vizinhança com o pai. Séria e pálida, ela só sai de casa à noite e não parece ser afetada pelas baixas temperaturas. Ao mesmo tempo, a cidade começa a ser assombrada por uma série de assassinatos e desaparecimentos inexplicáveis.

Jean Charles (Jean Charles)Dia(s) 11/04, 23/04 Domingo, às 17h e sexta, às 17h. Henrique Goldman, Brasil, Inglaterra, 2009, 90 min. Elenco: Selton Mello, Vanessa Giácomo, Luis Miranda, Daniel de Oliveira, Sidney Magal. A vida do brasileiro Jean Charles de Menezes (Selton Mello), eletricista mineiro assassinado no metrô de Londres por agentes do serviço secreto britânico em julho de 2005, ao ser confundido com um terrorista. O filme revela os últimos meses da vida de Jean a partir da chegada a Londres de sua prima Vivian (Vanessa Giácomo), que vai morar com ele e os primos Alex (Luis Miranda) e Patricia (Patricia Armani). O elenco conta com atores e atrizes recrutados na comunidade brasileira de Londres.

Lua Nova (New Moon)Dia(s) 11/04, 21/04, 24/04 Domingo, às 21h30; Quarta, às 14h e sábado, às 21h30. Chris Weitz, EUA, 2009, 130 min. Elenco:Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Billy Burke, Anna Kendrick. Continuação do filme Crepúsculo, um grande sucesso entre os adolescentes, Lua Nova mostra Bella (Kristen Stewart) sendo abandonada pelo namorado, o vampiro Edward (Robert Pattinson). Edward se convence de que é mais seguro para Bella ficar longe dele. Ela mergulha então numa forte depressão, até encontrar conforto na companhia de seu melhor amigo Jacob (Taylor Lautner), que revela-se um lobisomem e inimigo dos vampiros. Baseado no best-seller da americana Stephanie Meyer.

500 dias com ela (500 Days of Summer)Dia(s) 12/04, 18/04 Segunda e domingo , às 17h. Marc Webb, EUA, 2009, 95 min. Elenco:Zooey Deschanel, Joseph Gordon Levitt, Minka Kelly, Chloe Moretz, Matthew Gray Gubler. Ele é um garoto de New Jersey que trabalha num escritório em Los Angeles escrevendo mensagens para cartões comemorativos. Ela é uma moça de Michigan que vai trabalhar no mesmo escritório. Logo, eles descobrem que adoram The Smiths e têm uma queda pelos quadros de Magritte. Mas o amor revela-se bem mais complicado do que apenas descobrir gostos em comum.

Avatar (Avatar) Dia(s) 12/04, 22/04, 26/04 Segunda, às 14h; Quinta, às 14h e segunda, às 21h30. James Cameron, EUA, Reino Unido, 2009, 162 min. Elenco: Michelle Rodriguez, Giovanni Ribisi, Sigourney Weaver. Num futuro distante, Jake Sully, um veterano de guerra paraplégico, é levado por meio de uma experiência científica ao planeta Pandora. O lugar é habitado pelos Na’vi, uma raça humanóide que tem sua própria língua e cultura. Pela experiência, Jake entra no planeta e interage com os Na’vi por meio de seu avatar, uma nova versão de seu corpo que se assemelha ao do povo de Pandora. Lá, ele se apaixona pela guerreira Neytiri e decide defender o povo Na’vi da violência do coronel Miles Quaritch, que pretende dominar o planeta para explorar seus recursos. Concebido como uma grande experiência em 3D, Avatar é o primeiro filme de James Cameron desde Titanic. O filme venceu os Globos de Ouro de melhor filme e diretor e os Oscars de melhor fotografia, efeitos especiais e direção de arte.

Moscou (Moscou) Dia(s) 12/04, 29/04 Segunda, às 19h e quinta, às 14h. Eduardo Coutinho, Brasil, 2009, 90 min. Elenco: Antonio Edson, Arildo de Barros, Beto Franco, Fernanda Vianna, Inês Peixoto. O documentarista Eduardo Coutinho acompanha durante três semanas os atores do grupo mineiro Galpão nos ensaios da peça As Três Irmãs, de Tchecov. A peça dentro do filme conta a história de Olga, Maria e Irina, que, sem perspectivas com a vida levada na província, sonham em voltar para Moscou. Com o passar dos anos, porém, elas veem esse sonho ficar cada vez mais distante, no que se revela uma busca vã pela felicidade. Composto de fragmentos de workshops, ensaios e improvisações, o filme mostra a experiência de construção da peça, e não o resultado final, pois não houve e nunca haverá estreia. O filme embaralha as fronteiras entre ficção e realidade para construir a ideia de que o teatro pode ser, mais do que um espelho, a própria vida.

Zico na rede (Zico na rede)Dia(s) 12/04, 27/04 Segunda, às 21h30 e terça, às 17h. Paulo Roscio, Brasil, 2008, 60 min. Documentário sobre a carreira do maior artilheiro do Maracanã, mostrada através dos gols do “Galinho”, como era conhecido, e de seu acervo pessoal. Com depoimentos de jogadores que atuaram com o craque, como Adílio, Carlos Alberto Santos, Edinho, Junior, Nelinho e os jornalistas Renato Maurício Prado e Roberto Assaf, o filme conta as histórias dos principais gols marcados pelo jogador no Brasil, na Itália e no Japão. O filme registra a última entrevista do radialista Celso Garcia, responsável por levar Zico ao Flamengo.

A Onda (Die Welle)Dia(s) 13/04, 19/04 Terça, às 19h e segunda, às 19h. Dennis Gansel, Alemanha, 2008,107 min. Elenco:Jürgen Vogel, Frederick Lau, Max Riemelt,Jennifer Ulrich, Christiane Paul. Em uma escola da Alemanha, o professor secundário Rainer Wenger tem dificuldade em explicar para seus alunos como o povo alemão aceitou a disseminação do nazismo. Quando um dos estudantes afirma que hoje em dia seria impossível um regime autoritário dar certo, por conta da educação das pessoas, o mestre decide criar uma simulação na sala de aula mostrando como o regime de Hitler conseguiu convencer o povo. Mas o que deveria acontecer apenas na classe toma as ruas da cidade e se torna cada vez mais violento. O filme é baseado em um best-seller que há mais de 20 anos é leitura obrigatória nas escolas alemãs e inspirou-se em uma história real ocorrida em Palo Alto, na Califórnia, em 1967.

Hotel Atlântico (Hotel Atlântico)Dia(s) 13/04, 23/04 Terça, às 17h e sexta, às 19h. Suzana Amaral, Brasil, 2009,107 min. Elenco: Julio Andrade, Gero Camilo, Jão Miguel, Mariana Ximenez, Helena Ignez. Um ator desempregado (Júlio Andrade) embarca numa viagem sem destino, um voo cego sem instrumentos. Durante a jornada, ele se depara com situações absurdas, contraditórias e inesperadas, sem relações de causa e efeito. Em sua errância, encontra pessoas bizarras, amores suspeitos e quase a morte. Os eventos se desdobram fragmentados e desconectados entre si. Baseado no romance homônimo de João Gilberto Noll, este é o terceiro longa-metragem de Suzana Amaral, diretora de A Hora da Estrela (1985). O filme rendeu a Gero Camilo o prêmio de melhor ator no Festival do Rio e no prêmio da APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte).

No meu lugar (No meu lugar)Dia(s) 13/04, 28/04 Terça, às 21h30 e quarta, às 19h. Eduardo Valente, Brasil, 2009, 113 min. Elenco: Dedina Bernadelli, Raphael Sil, Márcio Vito, Nívea Magno, Luciana Bezerra. Um policial intervém num assalto a uma casa de classe média alta no bairro de Laranjeiras, no Rio de Janeiro. A partir desse evento, três histórias se passam em tempos diferentes. Dias depois, o policial, suspenso das suas atividades, tenta seguir com sua rotina, entre os amigos e a vida com sua única filha. Cinco anos depois, uma mulher volta com seus dois filhos e o novo marido para esvaziar e vender a casa onde morou. Algumas semanas antes, um entregador de compras de um supermercado descobre o amor da sua vida. Primeiro longa-metragem do cineasta e crítico Eduardo Valente, premiado no Festival de Cannes com o curta Um Sol Alaranjado (2001).

À deriva (À deriva)Dia(s) 14/04, 24/04, 29/04 Quarta, às 19h; Sábado, às 19h; Quinta, às 21h30. Heitor Dhalia, Brasil, 2009, 97 min. Elenco: Laura Neiva, Vicent Cassel, Debora Bloch, Camilla Belle, Cauã Reymond. Búzios, Rio de Janeiro, início dos anos 80. Filipa (Laura Neiva), uma adolescente de 14 anos, passa as férias de verão com a família de classe média alta: o pai, Mathias (Vincent Cassel), um famoso escritor francês radicado no Brasil; a mãe, Clarice (Debora Bloch), professora; e os dois irmãos mais novos. Nas rodas com os amigos, a mãe, Clarice, destila certo sarcasmo contra Mathias e está sempre embriagada. Preocupado com seu novo livro, Mathias mostra-se desatento aos reais problemas da família. Em meio às descobertas sobre o amor, o primeiro beijo e a primeira transa com a turma, Filipa envolve-se com um dos meninos da roda, Artur. Mas sua alegria é abalada por uma descoberta dolorosa: um dia, ela vê seu pai beijando Ângela (Camilla Belle), uma bela e misteriosa americana que mora no local. Em breve, Filipa terá de enfrentar a dolorosa separação dos pais, em meio ao rito de passagem da adolescência, de menina a mulher. Aclamado com o independente O Cheiro do Ralo, Heitor Dhalia tece em seu terceiro longa-metragem um drama intimista de tintas autobiográficas, valorizado pela atuação visceral de Debora Bloch e o talento promissor da estreante Laura Neiva. O filme foi selecionado para a mostra Um Certo Olhar do Festival de Cannes.

Amantes (Two Lovers)Dia(s) 14/04, 25/04, 27/04 Quarta, às 17h; Domingo, às 21h30 e terça, às 14h. James Gray, EUA, 2008, 110 min. Elenco:Joaquin Phoenix, Gwyneth Paltrow, Vinessa Shaw, Elias Koteas, Isabella Roselinni. Leonard Kraditor (Joaquin Phoenix) é um homem frágil que já tentou o suicídio algumas vezes. Seus pais vivem preocupados com o filho e tentam convencê-lo a namorar Sandra (Vinessa Shaw), filha de um casal amigo. Mas Leonard conhece por acaso e se apaixona por sua vizinha Michelle (Gwyneth Paltrow), uma moça carente e com problemas afetivos. Ela tem problemas com drogas e um caso com um homem casado, que há tempos lhe promete em vão que deixará a família para ficar com ela. Leonard deve então se decidir entre a paixão e o risco de viver com Michelle ou o carinho e a segurança de namorar Sandra.

Ervas Daninhas (Les herbes folles)Dia(s) 14/04, 22/04 Quarta e quinta, às 21h30. Alain Resnais, França, Itália, 2009, 104 min. Elenco:André Dussollier, Sabine Azéma, Anne Consigny, Emmanuelle Devos, Mathieu Amalric. Marguerite Muir, uma dentista cujo hobby é pilotar aeroplanos, tem sua bolsa roubada na saída de uma loja. O ladrão joga os documentos e objetos que estavam dentro dela no estacionamento de um centro comercial. Quem os encontra é Georges, um homem de meia-idade. Ele passa a nutrir em seu imaginário uma história de amor absurda com Marguerite, assediando-a por meio de cartas e ligações. Em uma série de pequenos incidentes, provocados ou fortuitos, duas pessoas que nem se conheciam acabam se encantando e encontrando um final completamente inesperado. Prêmio Especial do Júri pelo conjunto da carreira para Alain Resnais no Festival de Cannes.

Julie & Julia (Julie & Jullia)Dia(s) 14/04, 22/04 Quarta, às 14h e quinta , às 19h. Norma Ephron, EUA, 2009, 123 min. Elenco:Amy Adams, Meryl Streep, Chris Messina, Stanley Tucci, Linda Emond. 1948. Julia Child (Meryl Streep) é uma americana que foi morar em Paris por conta do trabalho de seu marido, Paul (Stanley Tucci). Em busca de algo para se ocupar, ela se interessa por culinária e passa a apresentar um programa de TV sobre o assunto. Cinquenta anos depois, Julie Powell (Amy Adams) está prestes a completar 30 anos e está frustrada com a vida que leva. Em busca de um objetivo, ela resolve passar um ano cozinhando as 524 receitas do livro de Julia Child, Mastering the Art of French Cooking (Aprendendo a arte da culinária francesa). Ao longo deste período, Julie escreve um blog relatando suas experiências. Vencedor do Globo de Ouro de melhor atriz de comédia para Meryl Streep.

Apenas o fim (Apenas o fim) Dia(s) 15/04, 20/04 Quinta, às 17h e terça, às 17h. Matheus Souza, Brasil, 2009, 80 min. Elenco: Gregório Duvivier. Erika Mader, Marcelo Adnet, Nathália Vill, Anna Sphia Folch. Na faculdade, Antônio (Gregório Duvivier) é procurado por sua namorada (Erika Mader). Ela lhe diz que pretende fugir de casa e recomeçar a vida em outro local. Antônio tem apenas uma hora para convencê-la a desistir da ideia e ficar com ele, em uma conversa permeada por referências pop dos anos 80 e 90. Vencedor do prêmio do público no Festival do Rio e na Mostra de São Paulo, o filme marcou a estreia na direção de Matheus Souza, estudante de cinema que realizou o filme em digital com 20 anos de idade em apenas 12 dias e com baixíssimo orçamento.

Milk – A voz da igualdade (Milk) Dia(s) 15/04, 18/04 Quinta, às 14h e domingo, às 19h. Gus Van Sant, EUA, 2008, 128 min. Elenco: Sean Penn, Emile Hirsch, Josh Brolin, Diego Luna, James Franco. Início dos anos 70. Harvey Milk (Sean Penn) é um nova-iorquino que, para mudar de vida, vai morar com seu namorado Scott (James Franco) em San Francisco, onde abrem uma pequena loja de revelação fotográfica. Disposto a enfrentar a violência e o preconceito da época, Milk busca direitos iguais e oportunidades para todos, sem discriminação sexual. Com a colaboração de amigos e voluntários, ele entra numa batalha política e consegue ser eleito para o Quadro de Supervisor da cidade de San Francisco em 1977, tornando-se o primeiro gay assumido a alcançar um cargo público de importância nos Estados Unidos. Vencedor dos Oscars de melhor ator (Sean Penn) e melhor roteiro.

A partida (Okuribito)Dia(s) 16/04, 20/04 Sexta, às 19h e terça, às 21h30. Yojiro Takita, Japão, 2008, 130 min. Elenco: Masahiro Motoki, Tsutomu Yamazaki, Ryoko Hirosue. Daigo Kobayashi tem um sonho: tocar violoncelo profissionalmente. Ele se endivida, compra um instrumento e acaba conseguindo emprego em uma orquestra. Mas o pequeno público que comparece às apresentações faz com que a orquestra seja dissolvida. Sem ter como pagar o violoncelo, ele devolve o instrumento e decide morar com sua esposa em sua cidade natal. Começa então a trabalhar como agente funerário. Aos poucos, ele compreende melhor a tarefa de preparar o corpo de uma pessoa morta para que tenha uma despedida digna. Vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro.

Divã (Divã)Dia(s) 16/04, 22/04 Sexta, às 21h30 e quinta, às 17h. José Allvarenga Jr., Brasil, 2009, 93 min. Elenco: Lilia Cabral, José Mayer, Reynaldo Gianecchini, Cauã Reymond, Alexandra Richter. Mercedes (Lilia Cabral), uma mulher de 40 anos casada e mãe de dois filhos, decide procurar um psicanalista sem motivo aparente. O que era apenas curiosidade aos poucos provoca mudanças e situações inesperadas em sua rotina. Em meio às brigas com o marido, Gustavo (José Mayer), ela vive aventuras com homens mais jovens como o sedutor Theo (Reynaldo Gianecchini) e o baladeiro Murilo (Cauã Reymond). Divã foi a quarta comédia brasileira mais vista nos cinemas em 2009, somando 1,8 milhão de espectadores. O filme é uma adaptação do romance homônimo escrito pela gaúcha Martha Medeiros e encenado no teatro pela própria Lilia Cabral.

Gran Torino (Gran Torino)Dia(s) 16/04, 20/04, 28/04 Sexta, às 17h; Terça, às 14h e quarta, às 21h30. Clint Eastwood, EUA, 116 min,2008. Elenco:Clint Eastwood, Bee Vang, Ahney Her, Christopher Carley. Walt Kowalski (Clint Eastwood) é um funcionário aposentado da indústria automobilística que lutou na Guerra da Coreia. Ele preenche seus dias realizando consertos em casa, tomando cerveja e fazendo visitas mensais ao barbeiro. Inflexível e inabalável, Walt vive num mundo em transformação e se vê forçado pelos vizinhos imigrantes, recém-chegados do Laos, a confrontar seus próprios preconceitos. Eastwood cria mais um grande filme sobre a aceitação do outro e o valor do autossacrifício, lapidando a persona cinematográfica que constrói desde seus tempos de caubói de western nos anos 50 e 60.

Loki – Arnaldo Baptista (Loki – Arnaldo Baptista)Dia(s) 18/04, 21/04 Domingo, às 21h30 e quarta, às 17h. Paulo Henrique Fontenelle, Brasil, 2008, 120 min. A cinebiografia de Arnaldo Baptista, fundador dos Mutantes e um dos grandes ícones do rock brasileiro. O documentário mostra sua trajetória desde a infância, o surgimento dos Mutantes, o casamento com Rita Lee, a separação, o fim da banda, a depressão que o levou a uma tentativa de suicídio e um coma profundo, a recuperação e sua carreira solo. O filme reúne depoimentos de Tom Zé, Lobão, Nelson Motta e músicos internacionais como Kurt Cobain, Sean Lennon e Devendra Banhart, que reconhecem a originalidade de sua obra. Loki – Arnaldo Baptista conquistou o prêmio de melhor documentário pelo júri popular no Festival do Rio e na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.

Besouro (Besouro)Dia(s) 19/04, 27/04 Segunda, às 21h30 e terça, às 19h. João Daniel Tikhomiroff, Brasil, 2009,120 min. Elenco: Ailton Carmo, Jessica Barbosa, Anderson Santos de Jesus, Chris Vianna, Irandhir Santos. A lenda de Manoel Henrique Pereira (Ailton Carmo), filho de ex-escravos do Recôncavo Baiano que tornou-se um dos maiores capoeiristas do começo do século passado, conhecido pela alcunha de Besouro Cordão de Ouro. Segundo a lenda, Besouro enfrentava as balas de peito aberto e sumia voando depois das lutas – encenadas no filme com uma profusão de coreografias e efeitos especiais. Nos anos que se sucederam à sua morte, ele se tornou um mito e um símbolo da luta pelo reconhecimento da cultura negra no Brasil.

Entre os muros da escola (Entre les murs)Dia(s) 19/04, 27/04 Segunda, às 14h e terça, às 21h30. Laurent Cantet, França,2008, 128 min. Elenco: François Bégadeau, Agame Malembo Emene, Angélica Sancio, Arthur Fogel, Boubacar Tour. François Marin (François Bégaudeau) trabalha como professor de francês em uma escola de ensino médio na periferia de Paris. Ele e seus colegas de ensino buscam apoio mútuo na difícil tarefa de fazer com que os alunos aprendam algo ao longo do ano letivo. François busca estimular seus alunos, mas tem que lutar contra o descaso dos pais e a falta de educação dos alunos. Com uma câmera que capta vivamente toda a realidade e os conflitos em uma sala de aula que reúne alunos de diferentes raças, religiões e comportamentos, o filme foi realizado com estudantes que fizeram as vezes de atores amadores, num perfil agudo da situação da educação na França e da difícil convivência entre franceses e imigrantes. Palma de Ouro no Festival de Cannes.

A erva do rato (A erva do rato)Dia(s) 26/04, 29/04 Segunda e quinta, às 19h. Júlio Bressane, Brasil, 2008, 80 min. Elenco: Alessandra Negrini e Selton Mello. Ele e Ela se conhecem por acaso em um cemitério a beira mar. Os pronomes são seus nomes. Como o pai da moça morreu há três dias e ela não tem mais ninguém no mundo, ele se propõe a cuidar dela e a convida para morar com ele. Começa entre eles uma estranha relação, em que ele a emprega como cobaia em estranhas experiências. Livremente inspirado nos contos A Causa Secreta e Um Esqueleto, de Machado de Assis.

R$ 4,00 [inteira] R$ 2,00 [usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino] R$ 1,00 [trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes]

Anúncios

Um pensamento sobre “festival sesc melhores filmes 2010 – programação

  1. Pacote com 15 ingressos:

    Preço normal………………………………………………. R$ 40,00
    Matriculados, estudantes e professores…. R$ 20,00
    Comerciários……………………………………………… R$ 10,00

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s