Mãe e filho

Diretor: Aleksandr Sokurov
ano: 1997
País: Rússia

Não gostei,mas me impressionou. Vi o “pai e filho” em mostra mais recente e esperava outra coisa. Não é um diretor fácil, tampouco acomodado. Não dava para passar despercebida a fotografia do troço, pareciam obras de arte, quadros de museu, até assustava quando um dos personagens se moviam. O cara é direitoso convicto e mesmo assim acho fundamental acompanhar, sendo que “Arca Russa” ainda é para mim um dos grandes filmes que já vi na vida.

Anúncios

Um pensamento sobre “Mãe e filho

  1. “Arca Russa” me aborreceu um pouco. Acho que teria ficado ótimo se se resumisse à abertura e o final, com não mais do que uns dez minutos entre os dois grandiosos momentos.
    Mas, sim, está claro que o sujeito não é qualquer um. Lembro de ter gostado muito de “Taurus” (o Trotsky até que saiu bem na fita, circunstância que acaba sendo embaraçosa).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s