Grandes duelos do “Western”

Acabei de reviver uma experiência religiosa com o Leone em “Era uma vez no Oeste”. O duelo entre o Bronson e o Fonda é magistral. O encontro que precede à grande cena, com Fonda à cavalo e Bronson sentado, a esperar a grande oportunidade do acerto de contas, é fabuloso. A trilha do Morricone é demais para os meus humanos ouvidos. Proponho relembrar os grandes duelos do faroeste cinematográfico.

Anúncios

5 pensamentos sobre “Grandes duelos do “Western”

  1. O Homem que Matou o Facínora

    Esse filme é provavelmente meu western predileto. Deixo pra verificarem por si se, em matéria de duelo, ele não é também campeão.

    (a propósito, eis um título traduzido que é perfeito – é verdade que a tradução é quase literal, mas trocar o nome próprio do bandido pela “onomatopeia” – afinal, nada mais facínora que a palavra facínora – foi um achado fa(s)cinante)

  2. Poxa, pena que tá cortado, mas ajuda a criar expectativa, muiiito boa a cena, valeooo, Celi! A palavra facínora é uma das mais italianas do português, ao menos sonoramente. Ahaha, facínora = fascismo = Mussolini, questo vecchio fascínora…

  3. O meu voto vai para os incríveis e insuperáveis momentos do outro filme do Leone, “Três homens em conflito” (Il Buono, Il Brutto, Il Cattivo / Itália / 1966). É, de longe, muito longe, o meu preferido. Para os fãs do cara, o mocinho é o Clint, bem novinho ainda.

  4. “Era uma vez no oeste” conta a história da fundação da República Socialista de Xanadu. O vídeo a seguir esclarece tudo:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s