Nova saga – um filme por dia (ou quase isso)

A fonte da Donzela – Ingmar Bergman – Suécia – 1959

Impressiona. Denso. Remete a “O Sétimo Selo”, ao menos no universo medieval, de novo aqui tratado (o outro filme é de dois anos antes). Dá uma boa discussão sobre fé ou falta de e seu papel no indivíduo e/ou sociedade. Ganhou Oscar e Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro, além de menção especial em Cannes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s